Laurita Arruda

AutorLaurita Arruda

Laurita Arruda , jornalista e advogada, com opinião formada sobre (quase tudo), observadora da cena e único compromisso; respeito à verdade! #TLvive #novoTL

Reforma da Previdência despenca

Da Folha
A aprovação à reforma da Previdência caiu mais de 30 pontos na semana passada, de acordo com um índice de sentimento das redes sociais desenvolvido pela startup Arquimedes.
A empresa, que fornece dados para o mercado financeiro e empresas, classifica o conteúdo das publicações como negativo ou positivo. Depois, quantifica o compartilhamento e o alcance de cada uma delas, classificando a repercussão de zero a cem.
Aumentaram o mau humor em relação ao governo a notícia da liberação de R$ 1 bilhão em emendas para congressistas, os ataques de Jair Bolsonaro a uma jornalista, a prisão de milicianos acusados de matar a vereadora Marielle Franco —e especialmente a proposta de previdência dos militares.

Governo Bolsonaro cortará 159 cargos e não 21 mil

Do Globo
O corte de 21 mil cargos, funções e gratificações anunciado em 13 de março pelo presidente Jair Bolsonaro não terá como consequência a exoneração de funcionários e trará uma economia aos cofres públicos de apenas R$ 195 milhões por ano, considerada baixa por especialistas. O detalhamento do decreto foi obtido por O GLOBO com o Ministério da Economia.
A medida está entre as 35 metas dos primeiros cem dias de governo apresentadas em janeiro pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Embora tenha falado da importância de enxugar a máquina pública, o governo cortará apenas 159 cargos. O resto estará focado em funções (17.349) e gratificações (3.492).

Atualmente, a União tem 131 mil cargos, funções e gratificações. Em média, cada uma delas custava R$ 570,79 para o governo federal. Por isso, o resultado final da medida tem efeito reduzido. Para efeito de comparação, só em janeiro, o governo gastou R$ 8,6 bilhões com pessoal civil ativo do Poder Executivo.

Raio-X Marketing Carratu Digital

FHC analisa crise Bolsonaro X Congressso

O ex-presidente FHC chegou ao Twitter há menos de um ano, mas já mostrou que se adaptou ao riscado digital.
Hoje aproveitou a pauta do dia sobre a crise entre o Presidente Bolsonaro e seguidores com o Presidente da Câmara Rodrigo Maia. E avisou:
Paradoxo brasileiro: os partidos são fracos, o Congresso é forte. Presidente que não entende isso não governa e pode cair; maltratar quem preside a Câmara é caminho para o desastre. Precisamos de bom senso, reformas, emprego e decência. Presidente do país deve moderar não atiçar.
 
 

Vestindo a camisa

Governadora Fátima Bezerra e Prefeito Álvaro Dias vestiram a camisa do Brasil neste domingo para final de volley de praia.
Público estimado em 5 mil pessoas com entrada franca.
Nas redes(sociais), a dupla de autoridades fez tabelinha, sem cortes.

Mãozinha para Cultura

Num Rio Grande do Norte que tem líderes de sua capital Natal colhendo frutos políticos com ações culturais, o mesmo não pode ser dito dos últimos Governadores.
E mais uma vez me socorro da lupa do mestre Woden Madruga para listar os “equipamentos”culturais esquecidos pelo público. Senão, vejamos:  Pinacoteca do Estado; Escola de Dança(Editan), Fortaleza dos Reis Magos depredado pelo Iphan, Museu Café Filho, Biblioteca Câmara Cascudo…
Sem falar do Museu da Rampa, inaugurado sem acervo pelo Governo Robinson. SOS Cultura RN!

Tribuna do Norte faz 69 anos

Chegar aos 69 anos é uma marco para qualquer empresa. Para um empresa de comunicação, nem se fala. Sendo líder num mercado restrito como o Rio Grande do Norte, principalmente.
Parabéns aos que fazem a Tribuna de Norte, de Aluízio Alves, de João, Maria e José. Dos que fizeram  e fazem história no Rio Grande do Norte. Parabéns aos que gostam e valorizam o Jornalismo.
 

Articulação virou palavrão

Quem frequenta as redes sociais pode observar que os entusiastas da chamada “Nova Política” têm um inimigo em comum: além da velha, claro, os que criticam o Governo Bolsonaro pela falta de articulação política.
Articulação política virou palavrão, coisa de bandido que quer chantagear o coitado do presidente e sua gente em troca das “viciantes” emendas. Ah, povo malvado e chantagista.
Confesso que estou com uma mania de ver as coisas por outro ângulo. Resquício dos bancos de UFRN – quando todos estiverem olhando para um lado, siga a notícia em direção oposta – disse algum velho e sábio mestre. Ou talvez culpa da Nova Acrópole. Nova e boa, não por isso, né Platão? Fecho parêntese.
Mas para fechar o devaneio de domingo nublado. Queria que os militantes de Iphone pensassem que a briga por Emenda ou cargo de uma inexpressiva bancada de parlamentares não é sinônimo de corrupção. Emendas não são retalhos em cédulas que estufam os bolsos dos bichos ruins do Congresso.
Muitas vezes a emenda vai servir para calçar aquele trecho da estrada que leva à fazenda do médico, que visita seu gado no fim de semana. Ou o cargo disputado é aquele emprego para o genro (qualificado)que deixou o currículo robusto com um bilhete carinhoso na portaria do deputado. Ou quem sabe a luta de recursos para abastecer as distribuidoras de medicamentos que teimam em não ter aquele remédio para colesterol caro e que pesa no orçamento da família classe média.
Ah, as emendas e cargos… Se tão desnecessárias, Parlamento, pra quê? Lutemos, pois, por uma linha direta com o Presidente Bolsonaro. Mandemos fotos via whats app de nossas escolas sem professor ou viaturas sem combustível. Articulação, pra quê?

O ônus é de quem … defende

De Elio Gaspari no Globo
Eremildo é um idiota e acredita em tudo o que dizem os presos, a polícia e os procuradores, só não entende como alguém entrou numa agência bancária para depositar R$ 20 milhões em dinheiro vivo.
Alguém deveria carregar duas malas, cada uma pesando 25 quilos.
O cretino acha que existe um vídeo registrando a passagem desse estranho personagem pelo banco.
O Ministério Público informou que esse fato “ainda precisa ser investigado e apurado”.
DO TL: No  novo  Direito Penal, aquele da República de Curitiba,  o ônus da prova é de quem vai se defender. Mesmo de acusações tão inverossímeis como esta. A inquisição das redes sociais já se encarregou de condenar sem direito a defesa ou contraditório. Novos tempos. Se são melhores, o tempo dirá.

Fátima não encontrou paraíso na Sejuc

Quem não lembra das viúvas – e viúvos – do Secretário Luis Mauro Albuquerque da Sejuc pós Governo Robinson Faria? A governadora Fátima Bezerra até tentou mantê-lo na pasta que já foi caótica no Rio Grande do Norte. Sem êxito!
Agora, a poeira sai debaixo do tapete com a entrevista do Secretário Pedro Florêncio. O débito da Pasta  é crescente e real, a conta não fecha.
Em entrevista à Tribuna do Norte deste domingo ele declarou:
Não vamos renegociar esses contratos, o que vamos fazer é buscar uma forma de protelar o pagamento, para que eles possam suportar um pouco mais essa espera. Nós temos um custo mensal de R$ 4,6 milhões no sistema prisional, e herdamos contratos com vários meses em atraso do ano passado. Este ano ainda não pagamos ninguém…

Florêncio adiantou que a nos próximos dias deve pagar os débitos referentes a Janeiro.