Conversa com… o artista plástico Flávio Freitas

C

O nosso convidado para a Conversa com… deste domingo é um dos artistas mais queridos, conceituados e talentosos da cidade.

Potiguar com formação em arquitetura e música, Ele passeia com sintonia por ambas formações no desenvolvimento do seu trabalho, sendo estas gatilhos perfeitos à sua inspiração artística.

Com um charmoso e bacana ateliê na Duque de Caxias, Ribeira, próximo mês Ele completa 21 anos de trabalhos voltados à arte, sempre dedicado a engrandecer à nossa cultura.

Toda casa “up” de Natal tem no seu decor e acervo um Flávio Freitas. Eu, como não sou bobo, tenho o meu…

Como já revelei, o nosso convidado, com muito orgulho, para uma rápida conversa de domingo, é o artista plástico Flávio Freitas.

A seguir…

Flávio Freitas
Auto-retrato
Ponta Negra, Morro do Careca by Flávio Freitas

Como Você avalia o mercado de arte na cidade?

Avalio com bons olhos já que no mês de outubro próximo completo 21 anos de ateliê em Natal. Vivendo principalmente do mercado de arte daqui pude conquistar um público que admira e em muitos casos compra o meu trabalho de artes visuais. Tivemos um mercado de arte muito aquecido quando por dois anos seguidos Natal foi “invadida”, no bom sentido, por turistas e investidores europeus. Vivemos altos e baixos mas a resultante da média histórica é positiva levando em conta o volume de arte negociada. Certamente estamos longe de um mercado de arte que mereça destaque, mas devemos reconhecer o mercado existente que tem viabilizado a produção dos artistas potiguares e muitas vezes possibilitando uma vida digna. O Brasil é um país privilegiado com imensa riqueza natural e um povo cheio de virtudes, mas empobrecido por pelo menos 50 anos de erros de gestão política e de ideologia, especialmente nas decisões que libertam o cidadão para produzir riqueza. Isto é fácil de aferir observando a história de enriquecimento dos cidadãos de países como Austrália, os chamados tigres asiáticos, os Estados Unidos, Nova Zelândia, a China recente e outros tantos.  Além disso a maioria de nós brasileiros não temos a correta compreensão de que somos a QUINTA nação mais populosa do planeta, e que 210 milhões de pessoas é nosso maior patrimônio econômico, o chamado “mercado interno”, há anos cobiçado pelos empreendedores do mundo todo. Sem romper as cercas que mantem os brasileiros na pobreza, o mercado de arte e nem o Brasil, têm o futuro que sonhamos e merecemos.

O que lhe inspira?

Tenho me esforçado ao longo da minha produção em reconhecer as imagens, as paisagens, a biologia, os temas, as reflexões filosóficas que tocam minha sensibilidade e usar isso como principal inspiração. Além disso dedico meu olhar à produção de artistas que se destacam hoje no cenário nacional e internacional, investigando como posso, sobretudo de que forma eles solucionam as questões mais complexas das artes, como unidade, temática, linguagem e conjunto da obra.

Quais as novidades do Ateliê Flávio Freitas?

Uma novidade é que hoje oferecemos a opção de tela impressa com meu trabalho, um “fac-símile” da obra original, por preço cerca de 20% do valor do original.  Bom também para atender pousadas e hotéis. Outra é que estamos trabalhando para lançar nova coleção de camisas com mais três ou quatro estampas diferentes. E outra é que estou começando os primeiros estudos para uma exposição de pinturas minhas novas, para acontecer no meu ateliê. Ainda sem data definida.

O que o Cliente busca numa obra Flávio Freitas?

Esta pergunta certamente é para o cliente responder. Eu apenas imagino que meu trabalho em geral atrai interesse pela composição de cores vivas e harmônicas, temas com mensagem positiva, efeito geral equilibrado da obra visual, valores conectados com a nossa realidade natalense, potiguar, nordestina e brasileira. Uma obra de arte que valorize o ambiente e não seja vazia de significado e nem passageira como uma almofada estampada. Ou pode ser nada disso.

Sobre o autor

Bebeto Torres
Bebeto Torres

Bebeto Torres é administrador e professor universitário. Por acreditar que se reinventar é preciso, aliando vocação e vontade, topou o desafio de atuar no universo digital. Com olhar aguçado e opinião é o novo colunista do TL. O Colunista Social.

Adicionar comentário

Raio-X Marketing Carratu Digital
Bebeto Torres Por Bebeto Torres