Eduardo Bolsonaro e a II Guerra em Natal

E

Um dos fatos marcantes da História do Brasil, com particular interesse para o estado do RN, foi a visita do presidente americano Franklin Delano Roosevelt a Natal, onde ocorreu a Conferência do Potengi, em 28 de janeiro de 1943.

Roosevelt veio a nossa cidade visitar as bases americanas já instaladas e estreitar uma aliança com o presidente Getúlio Vargas, que deu origem a FEB (Força Expedicionária Brasileira) e a recursos para a consolidação da Companhia Siderúrgica Nacional.

Uma figura se destaca na aproximação entre Brasil e EUA, o político é diplomata brasileiro Osvaldo Aranha. Ministro da Justiça e da Fazenda, foi no campo da diplomacia, como ministro das Relações Exteriores, Embaixador do Brasil nos EUA e Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, em que mais se destacou.

Em 1934, Osvaldo Aranha assumiu o posto diplomático brasileiro em Washington quando pôde estudar as bases da democracia americana e estreitar relações com o presidente Roosevelt. Cargo que deixou em 1937 por discordar dos caminhos delineador pelo Estado Novo.

Na verdade, Osvaldo Aranha foi, ao longo de todo o governo Vargas, um opositor a uma aproximação com a Alemanha Nazista, que contava com a simpatia de parte de nossas Forças Armadas.

Em linhas gerais, é essa a história. Osvaldo Aranha foi embaixador americano até 1937, 6 anos antes do encontro do Potengi.

Confundir tudo isso numa salada mista, numa leitura rasa dos acontecimentos, especialmente por quem almeja ocupar a vaga que já foi ocupada brilhantemente por Osvaldo Aranha, é que pode ser considerado a gota d’água.

Sobre o autor

Laurita Arruda
Laurita Arruda

Laurita Arruda , jornalista e advogada, com opinião formada sobre (quase tudo), observadora da cena e único compromisso; respeito à verdade! #TLvive #novoTL

1 comentário

Raio-X Marketing Carratu Digital
Laurita Arruda Por Laurita Arruda