Fátima anuncia que Turismo não sofre com óleo nas praias, mas e o resto?

F

O Rio Grande do Norte teve 43% dos seus municípios no litoral afetados pelo vazamento de óleo no mar, enquanto Ceará teve 35%.  Entre os que tiveram menor impacto, estão Piauí (25%), Maranhão (24%) e Bahia (8,5%).

Apesar desse dado alarmante chama atenção a passividade das autoridades, que assistem a cena à distância e com reação desproporcional sobre o que o tema requer.

A Governadora Fátima Bezerra, por exemplo, tratou do assunto em um twitter com nota à imprensa.

O viés abordado única e exclusivamente sobre a ocupação hoteleira, que vibrou anunciou: é de 100% e não sofreu danos em razão da imensa repercussão nacional.

Ótimo dado, mas e a causa do maior desastre ambiental nos últimos 30 anos? E a limpeza das praias? E a cobrança a quem de direito na esfera federal?

As consequências ainda são imensuráveis e, provavelmente, muito mais amplas do que prejuízo turístico e imediata ocupação hoteleira..

Pode haver reflexo na cadeia de exportação de pescados, pode ter consequências de saude pública, necessitando inclusive que praia sejam proibidas para banho.

Mas onde e quem está preocupado com tais atitudes? Ninguém fez este papel, que certamente, não é exclusivo do Governo Federal..

Sobre o autor

Laurita Arruda
Laurita Arruda

Laurita Arruda , jornalista e advogada, com opinião formada sobre (quase tudo), observadora da cena e único compromisso; respeito à verdade! #TLvive #novoTL

Adicionar comentário

Raio-X Marketing Carratu Digital
Laurita Arruda Por Laurita Arruda