Assessora de Júlio Protásio é autora do pedido de impeachment

A

Da Tribuna do Norte

A assessora parlamentar Silvana Machado, do gabinete do vereador Júlio Protásio (PSB), é a autora do requerimento que tramita na Câmara Municipal de Natal (CMN) e pede o impeachment da prefeita Micarla de Sousa.

Ontem, o assunto chegou a ser discutido em plenário. A sessão foi tumultuada e teve que ser suspensa porque não houve consenso para apreciação do pedido. O processo de impeachment só é aberto se tiver onze votos em plenário. Ontem, não foi possível colocar o pedido em votação, uma vez que a discussão estava muito acirrada.

Se o pedido de impeachment tiver os 11 votos favoráveis, é deflagrado definitivamente o processo. O trâmite tem início com a formação de uma comissão de quatro parlamentares (escolhidos por meio de sorteio). Os trabalhos terão até 90 dias para serem concluídos. Se opinarem pela destituição, a Prefeitura passa a ser comandada pelo vice – no caso haveria uma dificuldade, uma vez que o vice-prefeito Paulinho Freire é candidato a vereador. Ou seja, mesmo aberto, o processo pode demorar até, praticamente, o fim do mandato da prefeita.

TL COMENTA: Ontem, na tribuna da Câmara Protásio justificava o pedido, faltando tão pouco tempo para o término do mandato da prefeita Verde. Segundo ele, os últimos seis meses da administração borboleta seria para a prática de contratos milionários o que geraria o estado “falimentar do município”.

Sobre o autor

Adicionar comentário