MEDICINA DE VALOR

M

Quem ainda pensa que investir na formação profissional é o caminho mais curto para resolver os problemas da saúde, pode estar enganado.

Como podem estar equivocados os jovens (e os não tão jovens) que buscam o canudo mais disputado, a qualquer custo, com o pensamento no pleno emprego.

Já está ficando na lembrança, o tempo em que não se conheciam médicos desocupados. Como as orelhas das freiras, eles começaram a aparecer.

Da mesma forma que ocorreu a outras profissões o excesso de oferta de mão de obra leva à ociosidade. E à mesma profissão comum a todas, de concurseiro.

Por falta de advogados formados, no Império e até os anos 50, os órgãos de justiça e associações de classe credenciavam provisionados, com campo de atuação restrita à primeira instância.

Tipo médico cubano, proibido de trabalhar em hospitais.

Alguns rábulas alcançaram sucesso e tiveram desempenhos tão marcantes que figuram no hall da fama do Direito brasileiro.

Luiz Gama, foi um Gilmar na época da escravidão. Famoso por ter libertado mais de 500 escravos.

Evaristo de Morais já era criminalista padrão Kakay quando recebeu o grau de bacharel.

Em apenas 15 anos (de 2003 a 2018) foram criados 178 cursos de Medicina no Brasil. Todos com a justificativa de serem implantados em regiões com carência de médicos.

O jeitinho brasileiro incluiu nesta lista, o Morumbi que ganhou um curso (de excelência) no Einstein.

No governo Temer foram suspensas novas autorizações, dribladas recentemente, já nos bolsominion days, com o mesmo argumento da interiorização.

A litorânea Angra dos Reis foi contemplada com escola médica do grupo Yduqs que adquiriu a Universidade Estácio, investiu 32 milhões de reais e já está selecionando alunos para 2020.

Acessível aos que podem pagar mensalidade de 10 mil reais e aceitem fazer o sacrifício de estudar no Shopping Città America, na Barra da Tijuca.

Só nos vizinhos do Mercosul, 67 mil macaquitos brasileños frequentam escolas para todos os gostos, escolhidas na maioria das vezes pelo leilão inverso do critério de preço.

O valor cobrado para a formação de esculápios já foi bem maior.

A tabela incluída no juramento de Hipócrates (que faz do FIES, uma mãezona), determinava juras de amor eterno, rachadinha de honorários e divisão do patrimônio com os professores.

Além da obrigação de ensinar, sem carteira assinada, gratuitamente, aos seus filhos pela vida toda.

Estimar, tanto quanto a meus pais, aquele que me ensinou esta arte; fazer vida comum e, se necessário for, com ele partilhar meus bens;

Ter seus filhos por meus próprios irmãos; ensinar-lhes esta arte, se eles tiverem necessidade de aprendê-la, sem remuneração e nem compromisso escrito.”

Sobre o autor

Domicio Arruda
Domicio Arruda

Médico urologista há mais de 40 anos. Foi Presidente da Unimed Natal, Diretor Geral do Hospital Walfredo Gurgel e Secretário Estadual da Saúde. Atualmente dedica-se ao ofício de avô em tempo quase integral.

Adicionar comentário

Raio-X Marketing Carratu Digital
Domicio Arruda Por Domicio Arruda