Instalação de redes de proteção nas piscinas, é lei e já foi aprovado!

I

Durante a reunião desta segunda-feira (26) foi aprovado, pela Comissão de Planejamento Urbano, o projeto de lei que obriga a instalação de redes de proteção nas piscinas em Natal. O projeto é de autoria da vereadora Júlia Arruda (PDT) e da vereadora Nina Souza (PDT).

O presidente da Comissão, vereador Sandro Pimentel (PSOL), explicou que a medida da instalação das redes de proteção nas piscinas, trará mais segurança a todos e que, sem as redes, a possibilidade de acidentes é real, inclusive com possibilidade de registros de óbitos.

“Nós tivemos quatro projetos, sendo três para designar relatores e um para apreciar. O que foi submetido foi aprovado à unanimidade dos presentes, que é o que trata de estabelecer redes de proteção como medidas de segurança em piscinas de prédios privados. Nós aprovamos tendo em vista vários casos de acidentes, inclusive com óbitos. Por isso, a Comissão achou oportuno aprovar. Segurança quanto mais, melhor”, destacou Sandro.

redes de proteção nas piscinas
Fotos: Elpídio Júnior / João Victor

O vereador Sueldo Medeiros (PHS), que integra a Comissão, destacou que o grupo de trabalho segue sem pendências de projetos para serem analisados.

“Nessa Comissão há sempre um empenho para não faltar e para analisar com rapidez todos os projetos. Hoje foi mais uma reunião com quatro projetos, sendo três para designar e um para votar, que conseguimos zerar a pauta. Seguimos trabalhando e aguardando novos projetos”, contou Sueldo.

O afogamento é a segunda maior causa de morte em crianças no Brasil, as piscinas são responsáveis por 53% de todos os casos de óbitos por afogamento na faixa de um a nove anos de idade, segundo números da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (SOBRASA).

Todos os anos o Corpo de Bombeiros Militar do RN (CBMRN) reforça o alerta para a prevenção de afogamentos, em especial o de crianças, durante o período de muito calor. Esse ano, o CBMRN participou ativamente da II Semana Latino-Americana de Prevenção ao Afogamento. Organizada pelo CLAs – Comitê Latino-Americano de Salvamentos -, iniciada na segunda-feira (19/11) e indo até o domingo, dia 25.

“O CBMRN desenvolve ações o ano inteiro na prevenção em afogamentos, com a realização de palestras e eventos, nessa área destacamos os nossos programas sociais Surf Salva e Kim na Escola, ambos desenvolvidos em parceria com a Sobrasa e que se desenvolvem o ano inteiro. Vamos fechar o ano com a realização de 10 Cursos do Surf Salva, um treinamento que capacita os praticantes de esportes náuticos no salvamento e nos primeiros socorros”, disse o Cel BM Acioli, Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte.

O projeto aprovado sobre as redes de proteção nas piscinas é um avanço na garantia da segurança no município,  mas um avanço tardio. Vários municípios de todo o Brasil já tomaram medidas como essa para garantir a segurança em piscinas e mostraram seus resultados na prevenção de afogamentos.

Esperar pelos números, incidentes e óbitos significa jogar com a segurança da população. Limitar-se aos gastos significa desvalorizar a vida.

Sobre o autor

Laurita Arruda

Laurita Arruda , jornalista e advogada, com opinião formada sobre (quase tudo), observadora da cena e único compromisso; respeito à verdade! #TLvive #novoTL

Adicionar comentário