Santa Edwirges tem 60 dias para pagar dívida a Ipanguassu

S

 

Santa Edwirge, protetora dos endividados, não conseguiu salvar a Cerâmica que tem o seu nome, na cidade de Ipanguassu. A Justiça estipulou um prazo de 60 dias para a empresa elaborar e apresentar ao IDEMA um plano técnico de plantio de mudas, necessárias à  a pagar compensação de dano ambiental causado no Bioma Caatinga na região Central do Estado.

A sentença foi prolatada pelo juiz João Henrique Bressansode Souza, da Comarca de Ipanguassu, determinando também, que, após aprovação do plano, a empresa cumpra as normas legais regulamentares, bem como as exigências e prazos legais fixados pelo órgão ambiental e/ou constantes no plano técnico das mudas, sob pena pena de multa diária no valor de mil reais, limitando a R$ 100 mil, a ser suportada pela empresa e destinada ao Fundo Estadual de Preservação do Meio Ambiente do RN.

Sobre o autor

Cassiano Arruda
Cassiano Arruda

Jornalista e escritor.

Adicionar comentário

Raio-X Marketing Carratu Digital
Cassiano Arruda Por Cassiano Arruda